sábado, 13 de junho de 2009

Hipótese

"A vida, Senhor Visconde, é um pisca-pisca. A gente nasce, isto é, começa a piscar. Quem pára de piscar, chegou ao fim, morreu. Piscar é abrir e fechar os olhos - viver é isso. É um dorme-e-acorda, dorme-e-acorda, até que dorme e não acorda mais. A vida das gentes neste mundo, senhor sabugo, é isso. Um rosário de piscadas. Cada pisco é um dia. Pisca e mama. Pisca e anda. Pisca e brinca. Pisca e estuda. Pisca e ama. Pisca e cria filhos. Pisca e geme os reumatismos. Por fim, pisca pela última vez e morre.

-E depois que morre - Perguntou o Visconde.
-Depois que morre vira hipótese. É ou não é?"

Memórias da Emília - Monteiro Lobato, 1936

4 comentários:

Vini disse... [Responder comentário]

"É ou não é?"
Acho que ninguém sabe õ.õ

Matheus disse... [Responder comentário]

meldels...pqp..gostei!!

profundo...como diz meu pai na vida a gente tem certeza de uma coisa, que a passagem de volta ja ta comprada! so nao sabemos dia, hora, mes nem ano. mais pode ser a qualquer momento!

Teresa disse... [Responder comentário]

Lulu! como diz Gisella, dei uma passadina no seu blog e vi Emilia falando sobre o outro lado da vida, você acredita nele! vale pensar sobre.
Bjos,
Teresa

Cristiane disse... [Responder comentário]

Adoro este fragmento de Monteiro Lobato.

Related Posts with Thumbnails