quinta-feira, 30 de julho de 2009

A Casa da Madrinha

"Lá na frente tinha um morro pequeno. Redondo e cheio de flor. Flor alta, baixa, rentinha ao chão, dava um vento e elas iam pra lá e pra cá. E tinha também um caminho que ia subindo e virando no meio daquele mundo de flor. De um lado do morro tinha uma floresta grande onde a lua estava querendo entrar, e era só olhar pras árvores - cada uma grande assim - que a gente ficava logo sabendo que lá no meio delas tinha cascata, rio, gruta, caverna, coisa à beça para descobrir. Do outro lado do morro vinha saindo um sol de dentro do mar. Mar claro, de onda mansa e água morna. Bem em cima do morro, meio tapada de flor, tinha uma casa bem branca, com uma janela de cada lado, e mais uma porta azul.Alexandre meio que ria, meio que se engasgava com tanta alegria, e Vera só dizia:
- E eu que pensei que você nunca ia chegar lá."

Lygia Bojunga - A Casa da Madrinha

OBS: Um dos livros infanto-juvenis mais interessantes que já li. Na verdade, todos os que a Lygia Bojunga escreveu são maravilhosos, sensíveis, tocantes. Toda criança merece ler algo assim.

2 comentários:

Gislene disse... [Responder comentário]

Oi,Ana! Quando pequena e no ensino fundamental, li "A BOLSA AMARELA", da Lygia. Lygia, Ruth Rocha, Ziraldo, moram aqui em casa... As crianças também amam...Um beijo, Gislene.

SGi/Sonia disse... [Responder comentário]

Ai que fiquei curiosa para ler!
Adoro livro infanto-juvenil heheheheh
Dei um rolé no blog pra me atualizar:)

Beijins:*

Related Posts with Thumbnails