segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Loteria

Tá bom, eu sou pessimista pra tudo, eu admito. Mas olhe pelo lado bom, isso é uma vantagem, quase uma certeza de que as coisas vão sair pelo menos do jeito esperado. Porque se algo não dá certo, tudo bem, eu não acreditava que ia dar mesmo. Mas se dá certo... é como ganhar na loto! Diariamente o meu pessimismo me deixa feliz porque algo sempre dá certo! Foi assim quando eu passei no vestibular. Eu, passar no vestibular numa faculdade federal? Nunca! E quando saiu o resultado eu me senti ganhando na mega sena. Eu, conseguir passar no mestrado quando todos os meus amigos são tão mais inteligentes que eu? Nem pensar! Loteria de novo! Eu, conseguir passar no doutorado em Bioquímica mais desejado do Brasil? Opa! Sorte grande! Eu, conseguir que o meu resumo de trabalho seja aceito no congresso mais importante da minha área, e ainda por cima na Europa?? E num é que foi?!?!?!? E da mesma forma o desânimo não é tão absurdamente grande quando as coisas não dão certo. Foi assim quando eu resolvi que a vida de cientista não era pra mim, em 2005. Quando eu entendi que ser professora de faculdade do interior não dava mais certo. Quando eu percebi que trabalhar numa empresa sem ter que usar meu cérebro não era o que eu queria. Quando eu entendi que a ciência era o único lugar onde eu já tinha sido feliz, e resolvi recomeçar. Quando eu larguei tudo e todos pra trás e vim pra SP pra viver essa certeza. Quando eu resolvi que ficar dependente dos outros não trazia nada além de sofrimento, e resolvi seguir em "carreira solo".

É verdade, eu prefiro ser pessimista, pensar nas possibilidades que trazem menos esperança pra me preparar para o pior. Mas, verdade seja dita, não é porque eu chamo de pessimismo que deixa de ser "otimismo velado"!

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails