quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Loucura climática

Ninguém nunca está seguro de nada! Isso é um fato tão óbvio na vida, que é impressionante como todo mundo se esquece. A gente sente que a vida é um dormir, acordar, trabalhar, comer, dormir. Mas é aí que está o engano. Porque as mudanças vem. Para o bem ou para o mal, elas acabam chegando. Quando a gente se descobre doente assim do nada. Quando a gente perde um emprego que era "certo". Quando a gente se separa de alguém que era um ponto de referência. Quando percebe que está envelhecendo e já não é mais parte da nova geração. Quando surge uma oportunidade tão maravilhosa que é impossível dizer não, mesmo que isso signifique mudar 100% de estilo de vida.

Mas se tem uma coisa que a gente sempre soube mas nunca imaginou que fosse vivenciar meeeeesmo, é a tal mudança climática. Gente, o que é isso, o mundo endoideceu? Ou fui eu? Eu nem lembro qual foi o meu último dia sem chuva em São Paulo. Dizem que faz mais de 40 dias. Eu nem sei quando foi que acordei e não ouvi no telejornal que um monte de gente morreu por causa da chuva, em deslizamentos e enchentes. Parece que não cai tanta água assim já há 60 anos. Ir e voltar do trabalho se tornou uma tarefa árdua. E o calor que faz aqui? A chuva só traz tragédia, mas não serve nem para refrescar a vida. Vou acabar comprando galochas pra andar até a USP todos os dias. Só não comprei porque, do tanto que eu ando reclamando do clima, vão me chamar de chata de galochas. É sério, essa loucura climática vai acabar me deixando doida. Ontem, quando estava chegando a uma avenida aqui perto da minha casa, começou a ventar tanto, mas TANTO, que me deu um ataque de pânico. Eu não conseguia andar reto, ficava torcendo as pernas, e pensava "já era, tô perdida, é um furacão, um mini-tornado, vou sair voando". A paranóia foi tanta que eu agarrei num poste e fiquei lá. Aí do nada começou a chuva. Se fosse uma chuvinha, ainda tava tudo bem. Mas não. Parece que São Pedro virou um balde lá do alto, bem em cima da minha cabeça. Saí correndo, xingando internamente. Pensando que o mundo tá perdido mesmo. Que se tudo continuar assim, SP não vai ter salvação!

3 comentários:

Teresa disse... [Responder comentário]

Ola! Lulu
passei pra te dar um beijinho e um abraço bem apertadinhos e desejar um excelente dia.
c/carinho,
Teresa Grazioli

Karen disse... [Responder comentário]

É isso aí... são 15h e não há mais sol... as nuvens já tomaram o seu lugar... resta saber como vai ser a volta do paulistano p/ casa hj... que horas q será eu não sei, mas uma coisa é certa: com chuva na cabeça novamente!affff....

Vini disse... [Responder comentário]

Credo =o

Related Posts with Thumbnails