terça-feira, 2 de março de 2010

Revolta nas alturas

Pára tudo! Pode parar! Que que é isso? Quem foi que permitiu esse mundo de gente baixinha por aí? Quando foi que eu, no alto dos meus 1,75, me tornei uma "semi-gigante"? É o que parece. Eu ando no meio da multidão e consigo ver lá longe, tranquilamente, por sobre as cabeças alheias. Conversar com outra pessoa é sempre olhando pra baixo. Raramente olhando reto e nunca olhando pra cima. Até um tempo atrás a conversa que se ouvia era que a população estava ficando cada vez mais alta, que a juventude de hoje ia atingir 1,90 fácil fácil... aí eu olho pros lados, pro povo na rua, e me pergunto: "Quem foi que colocou os baixinhos pra procriarem?". Sim, porque só isso explicaria esse "rebaixamento" social. Pra cochichar com uma amiga eu tenho até torcicolo. E os rapazes então? Homem tinha que vir com controle de altura, só passariam os com mais de 1,80. Se bem que, se assim fosse, a grande maioria seria descartada. E o pior é que, sentada eu não sou alta não. É sério. Minhas pernas são as MAIORES PERNAS DO MUNDO. O resto do corpo é tamanho médio. Não é à tôa que, no cinema, sempre tem uma cabeça atrapalhando o meu filme. Tô achando que a natureza testou já produzir gente da minha altura, mas não funcionou, e agora a moda é outra. Peraí que vou ali passar um creme redutor nas pernas e já volto.

3 comentários:

Cristiane disse... [Responder comentário]

Bom, minha cara, tudo depende do ponto de vista. Conheço baixinhos que acham que o mundo é de gigantes....

Menina, prepare-se pq tô chegando por aí, ou melhor, por aqui em Campinas. Lá para semana que vem devo vir de mudança e aí prepare-se para me levar no Liberdade um final de semana destes. Senão vou morrer de tédio aqui nesta Campinas da vida nos finais de semana ;)

bjos

Ana Lucia disse... [Responder comentário]

Cris, vem com tudo minha filha! Tô te esperando para vários finais de semana regados a particularidades paulistanas! Pode vir que não vai faltar diversão! Beijão!

Cristiane disse... [Responder comentário]

Oba, oba, oba! Estou já imaginando o tédio em Campinas. Vou morrer de comer peixe cru e beber saquê. Adoro!

Related Posts with Thumbnails