sexta-feira, 23 de abril de 2010

Meio metro de agulha!

Hoje eu tomei coragem... e me vacinei contra a H1N1! Na verdade eu nem tinha planejado nada, cheguei no laboratório e duas amigas estavam indo vacinar. Acontece que eu não estou na "faixa etária" que pode receber a vacina... pra gente idosa que nem eu, só a partir do mês que vem. Mas fui assim mesmo, tentar mendigar a vacina. Andamos um longo caminho até o Instituto Butantã, onde tem um posto de saúde. A coisa chata de andar debaixo do calorão que fez hoje é que a gente, inevitavelmente, fica com cheiro de macaco. E macaco molhado ainda. Cheguei lá com a esperança interna de que o cara do posto iria perceber que eu tenho 30 anos e ia dizer: você não pode, tá velha demais pra isso. É claro que eu ia reclamar e fazer cara feia, mas ninguém poderia dizer que eu fui medrosa demais para tentar. É, eu tenho pavor de agulha. Mas o moço simplesmente me deixou passar e ir para a fila. Já fiquei imaginando a dor da agulhada. Uma agulha gigante, praticamente uma peridural, que ia fazer um rombo no meu braço, que eu praticamente iria morrer de hemorragia, que ia desmaiar, certeza, que ia parar na UTI, que ia ter que tomar morfina... e por aí vai. Foi quando a mulher chamou meu nome. Lá fui eu, arrastando os pés, sem perceber mais nada, sem conseguir identificar qualquer coisa naquele momento, só o corredor escuro e a luz no fim dele, onde uma mulher maligna, segurando uma injeção de 30 centímetros me esperava, rindo sadicamente e se preparando para me torturar. Antes de eu terminar de pensar nessa cena, a mulher já chamava o próximo e eu saía dali com o algodãozinho na mão. Na verdade não doeu. Nem deu tempo. Ela foi tão rápida que o estímulo da dor nem tinha sido disparado! Saí me sentindo a pessoa mais fodástica do mundo. Quem é uma agulhinha daquelas perto da minha coragem admirável! Andei de volta pro lab, com o sol a pino, e o cheiro de macaco suado mais forte ainda. Mas feliz, que consegui aguentar um agulhão de 45 centímetros sem nem dar bola para a dor! Ou pelo menos é essa a história que eu vou contar por aí!

Agora que eu estou vacinada contra a gripe suína, posso até fazer o que a criancinha da foto está fazendo, dar um lambidão no focinho do porco, que eu tô protegida!! HAHAHAHAHA!

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails