domingo, 14 de novembro de 2010

O Senhor dos Anéis Online


Esclarecendo o último post. Já há algumas semanas eu estou super empolgada com um novo jogo online. Nada mais, nada menos que o jogo oficial de "O Senhor dos Anéis": Lord of The Rings Online  (LOTRO). Antes de entrar nos pormenores eu preciso dizer que o Universo que o Tolkien criou, na Trilogia do Anel, no livro O Hobbit e Silmarillion sempre foi algo grandioso, na minha opinião. Lembro que comecei a ler O Hobbit numa viagem que fiz para Ilha Grande, em 2000 (ou foi 1999?), com vários amigos da faculdade. Eu simplesmente virava noites lendo. E depois emendei a Trilogia, que está entre os 5 livros mais sensacionais que já li. O Senhor dos Anéis foi um marco da literatura fantasiosa e agrega fãs apaixonados. Eu também AMEI os filmes. Entendo que um filme nunca é tão interessante e rico quando um livro (ainda mais um livro tão cheio de detalhes), mas achei que, para o cinema, não tinha como ser uma versão tão perfeita no pouco tempo disponível.

Eu e meu urso (que me ajuda nas caçadas) na cidade de Bree
Campo de flores em Bree Land
Some-se a isso a minha inclinação natural por jogos. O resultado é uma experiência única. LOTRO é um RPG online onde gente do mundo todo vive na Terra Média de Tolkien. O jogo é riquíssimo, interessantíssimo, lindíssimo e muitos outros "íssimos". Logo no início é preciso escolher com qual raça você vai querer jogar: Homem, Elfo, Anão ou Hobbit. Depois dessa primeira escolha, vem 9 opções de classes. E ainda é preciso montar a aparência dos personagens. O jogo consiste de várias áreas (contei pelo menos 9), cada uma com centenas de possibilidades de interações com outros personagens e monstros, inclusive com uma história principal, que é a mesma do Senhor dos Anéis. Na verdade, o jogo começa no momento em que (na história do livro) o Frodo sai do Condado para levar o Anel até Rivendell e de lá para Mordor. Isso implica que, de tempos em tempos, recebemos quests de personagens lendários como Aragorn, Elrond, Tom Bombadil, Gandalf (entre outros tantos) para "ajudarmos" na saga original. Foi uma sacada excelente dos desenvolvedores, já que só sabemos a história do Frodo e da sua Sociedade, mas não de quem pode ter ajudado nos "bastidores". E isso dá uma sensação de fazer parte de algo único!

Olha o Aragorn aí!
Tom Bombadil (estranhíssimo, como no livro!)
O Pônei Saltitante, em Bree
Dentro da casa do Bilbo
Os cenários são maravilhosos. Por mais que o jogo não tenha uma resolução perfeita, é tudo tão bem feito e tão fiel à descrição original que dá vontade de ficar passeando e descobrindo cada cantinho da Terra Média. Eu mesma já fiz um tour pelo Condado, pelas terras de Bree, conheci todas as esquinas da taverna "O Pônei Saltitante", já visitei a casa do Bilbo e do Frodo, e tanta coisa interessante que nem dá pra ir citando tudo. A música é algo à parte. É maravilhosa a trilha sonora, tão boa quanto a dos filmes. E além das quests e da história que vai acontecendo, o jogo te oferece uma grande possibilidade de interação para que o jogo pareça algo mais "real". É possível, por exemplo, comprar uma casa. Mas aí tem que pagar o aluguel semanalmente, senão ela vai a leilão! Pode-se comprar bebidas em todas as tavernas, mas é preciso cuidado com o teor alcoólico, senão o personagem fica embriagado e a tela treme e é imposível ver qualquer coisa. Comprar um cavalo é essencial, pois apesar de muito caros eles permitem que se viaje nesse mundo tão vasto num tempo menor. Tocar instrumentos é um hobby possível, só é preciso comprá-los e mãos à obra! Pescar é um hobby que pode ser adquirido depois de um certo tempo. Além de tudo isso, uma parte importante do jogo são as vocações. É posível escolher uma vocação, que engloba 3 profissões. E com elas dá pra ganhar um bom dinheiro e fazer roupas, armas, jóias, comida, tinturas, etc.
Pescando no Condado
Passeando pelo Condado
Não sei bem como expressar o quanto esse é um jogo essencial para quem, como eu, adora jogos e ADORA a história original. Então tento empolgar todo mundo. Ainda mais porque o jogo, que era pago, agora é de graça! Claro que de graça só em parte. É preciso comprar alguns conteúdos. Mas a notícia boa é que, através da realização de certos objetivos ganha-se pontos que podem ser trocados por várias itens que seriam pagos. A última expansão paga do jogo envolve as Minas de Moria (incluindo uma quest onde há um confronto com... TCHARAN!... um Balrog!). Pausa pra passar a emoção! kkkkkk
Vale muito a pena dar uma conferida, já que, obviamente, eu não consegui passar a dimensão da coisa!

Viajando à cavalo
À cavalo pertinho de Bree
No jogo eu tenho dois personagens (que é o limite para quem não paga), mas existem vários servidores e é possível fazer personagens em cada um deles. Criei uma elfa caçadora (arqueira) e uma humana maga (lore-master). Confesso que gostei um pouquinho mais da humana, já que achei a região de Bree mais interessante e divertida. Mas, por outro lado, as cidades élficas são incríveis (algo que se conhece rapidamente quando se joga com elfos)! 

Em uma das muitas cidades élficas
Em Celondin (cidade élfica)
O jogo requer um espaço bom no HD: pelo menos 10 gb. Mas nem precisa ter uma placa de vídeo que seja lá grandes coisas. Abaixo as "assinaturas" dos meus personagens. 

 Abaixo um clipe feito para divulgar o jogo grátis:

3 comentários:

Letty disse... [Responder comentário]

*_*

Gabriela disse... [Responder comentário]

To jogando a um tempo como lore master tbm, mas to com uma duvida, como eu consigo um urso? Eu só tenho um corvo...

Ana Campanha disse... [Responder comentário]

Olá, Gabriela! O urso e os demais animais do Lore Master você só pode usar quando tiver o level certo para isso. Aí você vai no seu treinador e compra a skill passiva que te permite convocar um desses bichinhos.
Hoje eu já estou com 5 personagens diferentes e sou da kinship Herdeiros de Valinor, no servidor Meneldor. É uma kin bacana! Se quiser se juntar a nós, será muito bem vinda/1

Um abraço

Related Posts with Thumbnails