domingo, 20 de março de 2011

O avesso do sonho

Dream. by Alaska Young.
Dream. a photo by Alaska Young. on Flickr.
Essa noite tive um sonho perturbador. Sonhei que morava numa casinha linda, no interior de algum país distante, tinha um labrador, um gato preguiçoso e uma lareira acesa, um laguinho cheio de peixes, uma escrivaninha cheia de idéias, rascunhos e manuscritos. Cinco crianças corriam, brincavam, gritavam no jardim, e a alegria do momento era tão grande que acordei com um nó na garganta, pensando no absurdo de um sonho que não queria dizer absolutamente nada para mim, que moro em uma megalópole, faço doutorado, estudo e trabalho nessa vida corrida e cheia de rotinas, sem muito tempo para viajar, descansar, aproveitar...

Essa noite tive um sonho perturbador. Sonhei que morava numa cidade grande, animada, cheia de vida e oportunidades, fazia doutorado e me dedicava integralmente aos estudos e pesquisas. Tinha uma rotina puxada, mas competitiva e empolgante, sem filhos ou qualquer tipo de obrigações familiares que me impedissem de ser uma "cidadã do mundo". Viajava quando podia e o dinheiro permitia, mas era livre e feliz. Acordei com um nó na garganta, pensando no absurdo de um sonho que não queria dizer absolutamente nada para mim, que moro em uma cidadezinha pacata do interior, sou uma pequena escritora, mãe de cinco filhos, vivendo uma vida simples e cheia de rotinas, sem muito tempo para viajar, descansar, aproveitar...

5 comentários:

Eduardo Loureiro Jr. disse... [Responder comentário]

Belo jogo, Ana!

Sara disse... [Responder comentário]

E qual das duas histórias Você gostaria que fosse a sua? ;-)

Mikashi disse... [Responder comentário]

Adorei! Penso que tudo é uma perspectiva de Vida...e de sonho! :) Pode-se ser feliz das duas maneiras...ou misturando conceitos! :)

Ana Campanha disse... [Responder comentário]

Obrigada, Eduardo!! Bom "te ver" de novo!!

Sara, eu gosto da história real mesmo. Dentro das minhas possibilidades, acho que escolhi o certo! :)

E concordo com vc, Mikashi. Adiciono ainda que temos essa mania da "grama do vizinho ser sempre mais verde".

Bia disse... [Responder comentário]

hum...a grama do vizinho continua sempre sendo a mais verde? Gostei Ana! bjss

Related Posts with Thumbnails