terça-feira, 14 de junho de 2011

4 dias em Barcelona

Minha passagem por Barcelona parece ter sido meteórica. Quando as coisas estão muito divertidas, o tempo parece mesmo passar mais rápido. Chegamos bem cedo, mais uma vez descemos numa praça tomada por manifestantes (Plaça de Catalunya), assim como foi em Madrid. E outra vez tínhamos que matar um bom tempo antes do check in no hotel. Escolhemos um hotel MUITO simples, mas limpo e absurdamente bem localizado. O custo benefício foi realmente imbatível, já que ficamos praticamente em "Las Ramblas", o calçadão-point da cidade, e pagamos 60 e poucos euros de diária.
Eu admito, chegar a Barcelona me fez fazer uma careta pra cidade, pois eu me lembrava da elegância de Madrid e achei a cidade nova muito normalzinha. Mas, sem dúvidas, Barcelona foi muito mais surpreendente e empolgante. A cidade é vibrante, cheia de cores, pontos turísticos de cair o queixo, fervilhante! Andar por Las Ramblas já é algo único, já que, do caminho da Plaça de Catalunya até a praia, passa-se por infindáveis restaurantes, bares, lojinhas, casarões maravilhosos e o mercado mais impressionate que eu já conheci: La Boquería. Esse sim, é uma atração à parte e dá pra se perder ali dentro, entre as muitas opções de comidas, bebidas, cheiros e cores. Era até meio triste, ter que sair dali. No primeiro dia, fiquei tão impressionada com as cerejas gigantescas e maravilhosas, que não consegui me livrar delas. Quis tomar a mistura de sucos naturais, provar do mix de cogumelos no azeite, fiquei hipnotizada pela quantidade de massas lindas e convidativas, feitas na hora, com os doces que mais mereciam um prêmio... e por aí vai. La Boquería era o nosso porto-seguro!

 La Boquería

 La Boquería

Durante 4 dias em Barcelona, visitamos lugares incríveis, realmente apaixonantes. Eu recomendo muitíssimo os passeios com guia, como o "Walking Tour" que fizemos pelo Bairro Gótico. Passei a ver cada ruazinha daquelas com um olhar diferente, imaginando a colonização, o surgimento das igrejas, dos monumentos e das praças. Por falar em igreja, nunca deixe de ir à Sagrada Família, a basílica que Gaudí maestralmente projetou. É uma experiência única, tão arrebatadora que dava vontade de sentar no altar e passar o dia vendo a luz mudar a cor do ambiente, passando através de tantos vitrais coloridos. E, falando em Gaudí, duas outras obras idealizadas por ele, a Casa Battló e La Pedrera, merecem uma visita. Não se engane, você VAI se apaixonar pelo estilo! Também fomos ao Parc Güell, algo bem diferente do que eu imaginava de um parque, mas que possui um aglomerado de coisas "Gaudianas", inclusive o famoso "Dragão".

 Parc Güel - Dragão de Gaudí

Parc Güel

 Bairro Gótico

Casa Battló

Terraço da Casa Battló

La Pedrera

Terraço da La Pedrera

Sagrada Familia

Sagrada Familia 
 
Obviamente não deixamos de visitar o local das Olimpíadas de 1992. Ficamos uma boa meia hora procurando os "anéis olímpicos" até percebermos que eles não existem mais por ali (será que eles só ficam durante os jogos???). Mas eu fiquei com o coração apertado ao ver o Palau Sant Jordi, o ginásio onde foram realizados os jogos de vôlei e onde a seleção ganhou sua medalha de ouro! Isso porque na época eu também jogava e era fã de carteirinha do esporte. E, como hoje eu prefiro futebol, não poderia deixar de ir no Estádio do Barça. Engraçado que, no dia que chegamos à Barcelona, o time ganhou a Liga dos Campeões e o mundo virou a noite comemorando. Acho que eles são ainda mais fanáticos que o pessoal lá de Madrid, ou vai ver é só porque o time está numa boa fase. Mas o museu que eles têm no estádio é, sem dúvidas, mais emocionante! Enquanto estávamos por lá, vimos o Messi duas vezes. Ouvi tanto o hino do clube que não sei como não decorei a letra em Catalão. Ahh é. Catalão é a língua "oficial" de lá. Placas, televisão, ensino nas escolas, tudo isso é primariamente em Catalão... uma língua que não ajuda em nada quem só sabe falar um parco espanhol. Cansei de ouvir pessoas dizerem algo do tipo: "Eu não sou espanhol, eu sou catalão!". Na verdade, esse foi um ponto chato por lá. O egocentrismo beira níveis alarmantes. Mas acho que isso é o resultado da junção de vários "povos" diferentes.
 
 Estádio do Barcelona - Camp Nou

Fomos ainda no Aquário, no Museo de la Xocolata (sim, esculturas em chocolate!!), no Parc de la Ciutadella, no monumento de Colon (homenageando Cristóvão Colombo), no Poble Español (uma "vila construída para exibição", mostrando a arquitetura de diferentes locais da Espanha). Por fim, fomos assistir a um show de Flamenco. Tá, eu sei que vão me matar por dizer isso, mas eu não gostei taaaanto assim. Não sei se esperava mais, mas nem castanholas teve! Me senti traída! =)
Para tudo que fizemos, usamos o Barcelona Card, que não é tão moderno e não dá tantos descontos como o Madrid Card, mas ainda assim vale a pena (e sai por 30 e poucos euros).
Resumindo, Barcelona foi uma surpresa maravilhosa nessa viagem. Eu sabia que seria bom, mas a cidade conseguiu superar as minhas mais altas expectativas!
 
Parc de la Ciutadella

Comidas duvidosas

PS: Não poderia ficar de fora esse vídeo que fiz de um cantinho do Museu do Barça, onde vários torcedores são mostrados em telas diferentes, cantando o hino do time em Catalão. Muito interessante!

2 comentários:

Bia disse... [Responder comentário]

Ana, amei as fotos do Terraço da Casa Battló , La Pedrera e Sagrada Família! Um vardadeiro espetáculo, lindo, maravilhoso!!! Super diferente Ana. Ahhh como é bom viajar!

Ana Campanha disse... [Responder comentário]

Bia, só posso te dizer que Barcelona é um must see! É impressionante!!!!
E viajar é maravilhoso... e vicia!!

hehe bjos!

Related Posts with Thumbnails